Início Educação Testes para detectar novo coronavírus alargados a todas as escolas

Testes para detectar novo coronavírus alargados a todas as escolas

449
0

Os testes de rastreio para detectar infecções pelo novo coronavírus vão ser alargados a todas as escolas do continente, independentemente do nível de ensino. Em todas estão “recomendados” rastreios regulares a professores e funcionários, mas apenas no ensino secundário serão testados igualmente os alunos. Esta é a principal novidade da actualização à Estratégia Nacional de Testes para SARS-CoV-2, que foi revista esta sexta-feira. A estratégia, criada em Outubro, tinha sido alterada há pouco mais de duas semanas.

Outra novidade é a possibilidade de serem realizados testes moleculares, os chamados PCR, através da recolha de saliva e não a partir de uma amostra de secreções retiradas da naso ou orofaringe, o que implica a utilização de uma zaragatoa, muitas vezes um procedimento desagradável para o visado. “As amostras de saliva podem ser consideradas nos testes moleculares como alternativa, às amostras do trato respiratório, particularmente em situações de rastreio comunitário”, lê-se na norma da Direcção-Geral da Saúde.

Ao contrário do que tem sido habitual, as novas regras não têm um prazo para entrar em vigor. Também omissa é a regularidade com que os testes devem ser realizados nas escolas, cujas regras se aplicam igualmente às empresas com maior risco de transmissão.

 

Os rastreios nos estabelecimentos de ensino secundário, públicos e privados, arrancaram a 20 de Janeiro, mas apenas nos concelhos de risco extremamente elevado de infecção pelo novo coronavírus. Ou seja, nos municípios que apresentassem uma incidência cumulativa a 14 dias superior a 480 casos por 100 mil habitantes.

Ler mais em Público

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.