Início Educação Reunião com o MECI 26 de junho

Reunião com o MECI 26 de junho

11
0

Nesta reunião de apresentação de problemas e propostas, o S.TO.P. assinalou que apesar da importância fulcral que Assistentes Operacionais(AO), Assistentes Técnicos (AT) e Técnicos Superiores e Especializados (TS/E) têm no funcionamento normal de uma Escola todos os dias, durante as últimas décadas, todos estes profissionais foram invisíveis para os diferentes Ministérios da Educação.

Essa invisibilidade desapareceu com a luta/greve de janeiro de 2023 dinamizada pelo S.TO.P., em que pela primeira vez todos os Profissionais da Educação lutaram de forma unida e consequente pela qualidade da Escola Pública para todos os que lá trabalham (e estudam).

Após reuniões dinamizadas a semana passada pelo S.TO.P. que reuniram centenas de AO, AT e TS/E, hoje na delegação do S.TO.P., tivemos representantes de todos eles a transmitir as suas preocupações e a falarem na primeira pessoa sobre os seus problemas e injustiças. Também, transmitimos alguns dos resultados do inquérito dinamizado pelo S.TO.P. aos AO.

Nesta reunião, o Ministério da Educação, Ciência e Inovação apesar de reconhecer a importância de todos estes profissionais e de referir que estavam abertos a negociar em tempo próprio, não se comprometeu ainda com nenhuma data concreta para o início de uma mesa negocial.

Contudo, referiu que pretende que promover alterações para corrigir problemas (não especificou quais) a ter efeitos ainda durante o próximo ano letivo (não ficando claro se na fase inicial ou final de 2024/2025).

Os A.O. , A.T. e T.S.E. sabem que podem continuar a contar com o S.TO.P. para pressionar o MECI para que se faça justiça em tempo útil.

Apesar de que para alguns alegadamente o MECI já não teria qualquer responsabilidade de tutela sobre estes colegas, o S.TO.P. não desistiu e hoje é indiscutível que, devido à luta, o MECI finalmente aceitou começar a reunir sobre estes profissionais essenciais para a Escola Pública e todos os seus alunos.

Não desistiremos enquanto não se valorizar e dignificar todos os Profissionais de Educação.

JUNTOS SOMOS + FORTES!