Início Educação Professores: heróis ou vítimas deles próprios? – Alberto Veronesi

Professores: heróis ou vítimas deles próprios? – Alberto Veronesi

94
0

Os professores são frequentemente vistos como heróis, mas, por vezes, também são vítimas. São heróis porque, apesar de todas as adversidades, continuam a dedicar-se à educação dos jovens. São vítimas porque, muitas vezes, são obrigados a trabalhar em condições precárias e a enfrentar situações que denigrem a educação.

Em Portugal, os professores são alvo de críticas constantes. Apesar de unanimemente considerados mal pagos, muitos continuam a achar que têm privilégios a mais e outros tantos acusam-nos de serem insuficientemente qualificados. São estas críticas que muitas vezes contribuem para o caos nas escolas.

A recuperação do tempo de serviço, perante o caos atual nas escolas, é quase, sei que não é popular dizê-lo, o mal menor. O modelo de gestão, a avaliação de desempenho, os currículos esfrangalhados, a obrigatoriedade de passar alunos, a burocracia, a desconfiança no trabalho dos professores, a indisciplina, a inclusão que, sem meios, exclui, a falta de apoios aos alunos que precisam de reforço de aprendizagem, a falta de psicólogos e equipas multidisciplinares, são razões maiores que todos nós vemos que acontecem, alguns denunciam e colocam-se nos cornos do touro e outros continuam a assobiar, outros ainda acham que é por gritar em cima de carrinhas com megafone nas mãos que conseguem inverter a situação. Temos de ser exemplo. E ser exemplo é ter coragem de dizer não, de denunciar, de não corroborar com atrocidades pedagógicas…Por exemplo, na inclusão, quantas equipas da EMAEI denunciam a falta de recursos e a farsa dos papeis que mandam fazer só para fazer de conta? Não serão eles também coniventes com um sistema falacioso?

Para mim são os principais responsáveis pela falta de recursos. Fazendo de conta que tudo vai bem, ninguém acredita que há falta de recursos e quem paga é o aluno, aquele que precisa de apoio e não tem e os demais que por esse motivo ficam prejudicados.

A  escola é o lugar onde se aprende a viver. É o lugar onde se aprende a ser cidadão. É o lugar onde se aprende a pensar. É o lugar onde se adquire conhecimento. É o lugar onde se aprende a usar o conhecimento que se adquire. Mas, para que a escola possa cumprir estes objetivos, é preciso que os professores tenham as condições necessárias para trabalhar.

Os professores não podem ser coniventes com situações que denigrem a educação. Não podem aceitar que sejam obrigados a trabalhar em condições precárias. Não podem aceitar que sejam acusados injustamente. Não podem aceitar que a educação dos jovens seja prejudicada.

Os professores têm de lutar pelos seus direitos e pelos direitos dos seus alunos. Têm de denunciar as injustiças que ocorrem nas escolas. Têm de trabalhar para melhorar a educação em Portugal.

Os professores são essenciais para a construção de um futuro melhor. Eles têm o poder de mudar o mundo, mas só podem fazê-lo se tiverem as condições necessárias!