Início Educação pais-fecham-escola-de-vila-cha-de-sa-com-cadeado-em-protesto-contra-aluno-e-mae-violentos – Jornal do Centro

pais-fecham-escola-de-vila-cha-de-sa-com-cadeado-em-protesto-contra-aluno-e-mae-violentos – Jornal do Centro

48
0

https://www.jornaldocentro.pt/noticias/diario/pais-fecham-escola-de-vila-cha-de-sa-com-cadeado-em-protesto-contra-aluno-e-mae-violentos

Encarregados de educação acusam o aluno de agredir colegas e a mãe de agredir uma professora e uma funcionária. GNR foi chamada ao local

Os pais dos alunos da Escola Básica de Vila Chã de Sá fecharam esta segunda-feira a entrada do estabelecimento com um cadeado. O motivo terá sido o comportamento agressivo de um aluno para com os colegas e a alegada agressão de uma professora e uma funcionária por parte da mãe dessa criança.

A criança, um rapaz que frequenta o segundo ano do estabelecimento desde o segundo período deste ano letivo, terá provocado vários desacatos desde que entrou na escola, escreve o CM. Na sexta-feira, ainda segundo o mesmo órgão de comunicação, a mãe foi chamada à escola para uma reunião, tendo proferido vários insultos e agredido uma professora e uma funcionária da escola. A GNR foi chamada ao local. Além do cadeado, vários cartazes foram afixados na entrada da escola.

“A minha filha assistiu a tudo. É uma coisa que não devia acontecer. Nem eles, nem nós devíamos assistir a isto. O respeito tem de existir. A educação parte de casa”, disso ao CM a mãe de uma aluna da mesma turma do rapaz.

Ao Jornal do Centro, o diretor do Agrupamento de Escolas Infante D. Henrique, do qual faz parte a Escola Básica de Vila Chã de Sá, explicou que a criança está a ser acompanhada desde que chegou à escola, tendo inclusive melhorado o seu comportamento perante os colegas. Dinis Saraiva afirmou ainda que a direção do agrupamento já reuniu com dois representantes dos pais desta escola.

“Esta criança está a evoluir positivamente. A escola é pública e inclusiva e trabalha com todas as crianças para que elas tenham a melhor formação, que interajam de uma forma saudável com todos os alunos e tenham um crescimento dentro das suas capacidades”, assumiu o diretor do agrupamento. “É isso que a escola está a fazer e continuará a fazê-lo. Irá continuar a estar aberta a dialogar com os pais e a envolvê-los neste processo”, disse ainda.

Dinis Saraiva, contudo, afirmou que a encarregada de educação da criança não terá agredido fisicamente tanto a professora como a funcionária. “Houve um incidente em que a mãe utilizou alguma linguagem imprópria para com uma docente”, contou. A família da criança está a ser acompanhada pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens.

O diretor do agrupamento explicou ainda que, depois da chegada da GNR ao local, o cadeado já foi removido e os alunos entraram na escola para terem aulas.