Início Educação O Veto de Marcelo – Alberto Veronesi

O Veto de Marcelo – Alberto Veronesi

57
0

O texto de Marcelo Rebelo de Sousa destaca a importância dos professores na sociedade portuguesa e reconhece a necessidade de recuperar o tempo de serviço suspenso ao longo de várias crises económicas. Esta afirmação dá uma indicação clara de que a narrativa usada pelo Governo, que dá conta da equidade, é falaciosa, mas mesmo que não fosse há que reconhecer o papel que os professores têm na sociedade. Para Marcelo, é inegável que os professores, assim como os profissionais de saúde, desempenham um papel fundamental para o futuro do país e não são comparáveis com outros trabalhadores da função pública.

Marcelo refere também que considera lamentável que existam discrepâncias na contagem do tempo de serviço entre os professores do Continente e das Regiões Autônomas. Mais uma machadada. Acrescenta que o atual diploma iria criar ainda mais desigualdades não só entre as Regiões Autónomas e o Continente, mas também entre professores do continente.

Deveria o Governo saber que a educação é uma das principais bases para o desenvolvimento de uma sociedade justa e desenvolvida e é seu dever do priorizá-la. Infelizmente, parece que a gestão governamental tem sido insuficiente e não tem atendido plenamente às legítimas reivindicações dos professores.

Marcelo é claro quando diz que é necessário ir além e considerar medidas futuras que abordem de forma mais ampla a questão da recuperação do tempo de serviço e a valorização dos professores em geral.

A decisão do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, em devolver o Decreto sem promulgação, oferece a oportunidade para o governo repensar a sua posição e demonstrar maior abertura para atender às reivindicações legítimas dos professores. O processo não deve ser encerrado definitivamente, diz Marcelo e é essencial garantir a motivação dos professores para o futuro, pois são eles que moldam a educação e o conhecimento do país. Este diploma é incompatível com a promessa de tornar a profissão atrativa.

É hora de priorizar a educação e valorizar os profissionais que moldam o futuro da nação.