Início Educação “Nada substitui o ensino presencial e a escola pública”, diz Costa

“Nada substitui o ensino presencial e a escola pública”, diz Costa

1374
0

O primeiro-ministro considerou, esta sexta-feira, que a conclusão sobre este ano letivo é “clara e simples”. “Nada substitui o ensino presencial e a escola pública”, afirmou, durante o discurso de abertura do debate sobre o estado da Nação, que decorre no Parlamento. António Costa afirmou ainda que foi “muito evidente o custo” que as aulas à distância implicaram na aprendizagem dos alunos e na vida dos professores. O chefe de Governo aproveitou para lembrar que o regresso às aulas pressenciais acontecerá em setembro, e que o programa de estabilização do Executivo contempla “400 milhões de euros para a digitalização das escolas” e que haverá um reforço de 125 milhões para a contratação de professores, não docentes, assistentes sociais, psicólogos e mediadores.

“A escola tem de estar preparada para, em função das circunstâncias sanitárias, evoluir para um regime misto ou mesmo não-presencial”, afirmou Costa, defendendo que este investimento vai permitir que haja um conjunto de recuperação e consolidação de aprendizagens “apoiando em especial os alunos com maiores dificuldades, através de aulas de apoio, tutorias e outras formas de acompanhamento”.

Leia mais no SOL