Início Educação Há pelo menos uma década que não se reformavam tantos professores

Há pelo menos uma década que não se reformavam tantos professores

46
0

No mês em que arranca mais um ano escolar, 387 professores (dos quais 29 educadores de infância) foram para a reforma. Trata-se de um aumento de 50% em relação ao período homólogo (no ano passado, em setembro, 257 professores aposentaram-se) – e há dez anos que não se somavam tantas novas reformas no arranque de um novo ano letivo, avança o jornal Público.

A notícia do Público, que cita informação da Caixa Geral de Aposentações (CGA), considera dados que vão apenas até 2013, ano em que nunca tinha havido um mês de regresso às aulas com tantas aposentações.

O número tem vindo a aumentar desde 2019. Nesse ano, indica mesmo jornal, reformaram-se 128 professores em de setembro. Em 2020, foram 155.

Entre janeiro e setembro de 2023, reformaram-se 2.207 professores, dos quais 158 educadores. Em 2022, no mesmo período, aposentaram-se 1.666 — ao todo, nesse ano, reformaram-se 2.401, dado que indica que este ano esse valor deverá ser superado. Se assim for, será atingido um novo recorde de professores reformados na última década.

De acordo com uma previsão da Federação Nacional de Professores (FENPROF), o total das reformas de professores e educadores até ao final de 2023 deve exceder as 3.500.

Observador