Início Editorial Greve dos Docentes (mais uma…) – José Pereira

Greve dos Docentes (mais uma…) – José Pereira

1413
1

Ontem, enquanto pesquisava sobre educação e greve de professores, encontrei esta “pérola” no DNoticias.pt um jornal Madeirense.

O texto está pejado de frases de senso comum, zero rigor, preconceitos e maledicência gratuita. Espanta-me que deem voz a este tipo de cidadãos.

Aconselho o senhor, José Pereira, a ler mais sobre as motivações da greve e a não cair na tentação do facilitismo da opinião barata e ridícula. Talvez lhe interesse pouco qual o tratamento que dão aos professores dos seus filhos, mas digo-lhe que isso é um enorme sinal de pouca maturidade intelectual.

Alberto Veronesi


Uma vez mais, na sua enésima edição, a Fenprof volta a convocar greve de professores. Até aqui tudo bem, é um direito que assiste a todos os trabalhadores que deve ser invocado quando se esgotam todas as outras formas de negociação com o executivo.

Todavia – sem espanto para os encarregados de educação tal é habitual a coincidência – a forma de luta foi convocada para uma sexta-feira, garantindo também um conveniente fim-de-semana prolongado. É esta a triste impressão que fica nas conversas dos encarregados de educação ao serem confrontados com o aviso à porta da escola. Pior, é a falta de organização dos professores da mesma comunidade escolar, incapazes de garantir (sim ou sopas) se efetivamente vão fazer greve, o que obriga à mesma rotina diária de deslocação casa-escola e no sentido inverso caso a senhora ou senhor professor tenha decidido aderir ao protesto.

A Greta Thunberg deve saltar de alegria com uma deslocação desnecessária e perca de tempo associado. Será que o programa Eco-escolas considera este impacto ambiental?

Infelizmente não é a primeira vez que faço este repto: já o referi nas reuniões na escola e no Diário de Notícias. Senhores Professores, lutem pelos vossos direitos. Mas façam-no numa terça, quarta ou quinta-feira, para que seja a vossa mensagem o tema de conversa da sociedade e não o fim-de-semana prolongado (e consequente discurso pejorativo sobre a classe).

Bem hajam.

José Pereira

Fonte:Dnoticias.pt

1 COMENTÁRIO

  1. Não me espanta que o forum da TSF tenha terminado ontem dizendo que a maioria dos inquiridos não foi afetada pela greve.
    Não me espanta que durante a tarde a jornalista da mesma estação tenha dito que os sindicatos esperavam uma greve estrondosa mas estavam poucas pessoas na manifestação.
    Não mes espanta o afastamento do Cravinho, da Ana Gomes, …
    Também me parece que o Fernando Alves está mais calado, enfim…
    Neste país já nada me espanta…

Comments are closed.