Início Educação Fenprof cria plataforma para recolha de dúvidas e informações sobre funcionamento das...

Fenprof cria plataforma para recolha de dúvidas e informações sobre funcionamento das escolas

369
0

A Federação Nacional dos Professores (FENPROF) atualizou o «Manual de Procedimentos, Condições e Exigências» para a atividade presencial nas escolas, criando simultaneamente uma plataforma digital para responder a todas as dúvidas sobre o novo ano letivo.

Num comunicado enviado às redações o organismo explica que o manual «mantém os objetivos de então: lembrar procedimentos, reclamar condições e reiterar exigências, tanto em relação às condições sanitárias, como pedagógicas e, também, laborais, a observar após ser retomada a atividade presencial, que, em contexto de educação, ensino ou investigação, deverá ser privilegiada».

«Este Manual de Procedimentos, Condições e Exigências, que será divulgado em formato exclusivamente digital, refere os procedimentos adotados pelo Ministério da Educação, as recomendações da Direção-Geral da Saúde, as decisões do Conselho de Ministros, transpostas para diplomas legais, e toda esta informação será atualizada, à medida que isso se justifique», pode ler-se na nota enviada.

A nota anuncia ainda que «a par do mesmo, a FENPROF terá disponível na sua página Web uma plataforma onde os docentes poderão colocar dúvidas e/ou denunciar situações de risco e/ou ilegais com que se confrontem nas escolas».

A FENPROF revela ainda: «Como é do conhecimento público, o regresso às escolas tem gerado preocupações nos professores, trabalhadores não docentes, alunos e famílias, pois o governo, desde logo o ministério da Educação, lamentavelmente, não garantiu as condições de segurança sanitária que promoveriam o clima de confiança indispensável neste tempo de pandemia».

O organismo indica que «insistiu em reunir com responsáveis do Ministério da Educação e da Direção-Geral da Saúde, mas estes estiveram indisponíveis para dialogar». Para além disso, «as preocupações manifestadas (…) também não levaram o ministério da Educação a superar e corrigir insuficiências e erros, tendo as escolas começado a receber os alunos nestas condições».

Executive Digest

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.