Início Notícias Exames do 9.º ano Cancelados. Tele- Escola a Partir de 20 de...

Exames do 9.º ano Cancelados. Tele- Escola a Partir de 20 de abril – Em atualização

3339
0

Ficam as ideias chaves e as principais medidas apresentadas pelo Primeiro-Ministro:

– Parabéns à comunidade educativa;

– A comunidade educativa reinventou o processo educativo;

– A prudência acima de tudo;

– Existem muitas dúvidas;

Ensino Básico

– Todo o ensino básico no 3º período será à distância;

– Telescola começa a 20 de abril no canal memória;

– A avaliação será feita por cada escola, sem provas de aferição e exames do 9º ano;

– A avaliação do 3º período é para manter;

– Os apoios a famílias menores de 12 anos está garantido.

Ensino Secundário

– É importante o regresso do ensino à distância, mas hoje ainda não é possível o regresso das aulas presenciais do 11º e 12º ano;

– Calendário de exames:

6 e 23 de julho – 1ª fase

1 e 7 setembro – 2ª fase

– Atividade letivas serão prolongadas até 26 de junho;

– Plano B será o ensino à distância;

– Os alunos do 10º ano terão ensino à distância;

– Aulas presenciais no 11º ano e 12º ano apenas para as disciplinas que têm exames;

– Obrigatório o uso de máscara dentro das escolas;

– Devem ser dispensados os docentes e outros trabalhadores que entreguem grupos de risco;

– Os alunos só realizarão os exames que necessitam para o ensino superior;

– Os exames podem ser realizados fora do espaço escolar, como em pavilhões por exemplo, se necessário for para manter o distanciamento social;

– Poderão existir questões opcionais nos exames para os alunos que não usufruíram de  toda a matéria;

– o distânciamento social dos alunos nas escolas cabe ao Agrupamento decidir os procedimentos

Pré-escolar

– Pré-escolar só será retomado quando forem revistas as atuais regras de distanciamento. É ainda prematuro definir um prazo para essas alterações.

Ensino Profissional

– Não foi mencionado.

Ensino Privado

– Aplicam-se as mesmas regras.

 

Acompanhe aqui https://tviplayer.iol.pt/direto/TVI24

Jardins-de-infância mantêm-se fechados

Alunos do 11.º e 12.º talvez possam voltar às escolas (mas com máscara)

Se houver uma decisão de retornar às aulas presenciais, ela só afectará os alunos do 11º e 12º anos. “É particularmente importante que ainda possamos retomar as actividades lectivas presenciais”, uma vez que estes anos antecedem o ingresso no ensino superior ou no mercado de trabalho, justifica o Governo.

Essas aulas presenciais serão apenas das 22 disciplinas sujeitas a exame específico para o acesso ao ensino superior. As aulas devem decorrer com o respeito das regras de distanciamento e higienização adequadas. Até decisão expressa de contrário das autoridades de saúde, qualquer pessoa que frequente a escola terá de usar máscara de protecção (que serão distribuídas pelo Ministério da Educação).

Qualquer aluno, professor ou funcionário que pertença a um grupo de risco está dispensado de se deslocar à escola.

No entanto, para já não existem datas para um potencial regresso. “Iremos continuar a avaliar a evolução da situação para podermos confirmar como e quando se iniciarão as aulas presencias”, disse.

Não haverá exames de 9.º ano nem provas de aferição, exames do secundário adiados

Já os exames do secundário e de acesso ao ensino superior serão adiados, para que ainda possam ser retomadas aulas presenciais do 11.º e 12.º ano, devido à diversidade de disciplinas:

  • A primeira fase dos exames será reagendada entre 6 e 23 de Julho
  • A segunda fase dos exames será reagenda entre 1 e 7 de Setembro

“Deste modo, a actividade lectiva poderá estender-se até ao dia 26 de Junho”, afirma o primeiro-ministro.

Apesar do ritmo de desaceleração da pandemia, ainda não chegámos ao dia em que podemos começar a levantar as medidas de restrição e de afastamento social. Só o podemos fazer quando o risco for controlável, sendo que a comunidade científica ainda não o pode prever com a segurança necessária”, sublinha o líder do Governo.

“Quando anunciei a decisão do Governo de suspender até às férias da Páscoa, comprometi-me a reavaliar esta medida no dia 9 de Abril. Sei que está é uma decisão aguardada com muita angústia e ansiedade”, contextualiza António Costa.

Esta quinta-feira, o Governo anunciou que as aulas irão recomeçar na próxima segunda-feira, mas os conteúdos serão dados à distância.

O primeiro-ministro confirma que os exames de 9.º ano e as provas de aferição serão canceladas.