Início Educação Este diretor já foi demitido pelo Conselho Geral?  Luís Braga

Este diretor já foi demitido pelo Conselho Geral?  Luís Braga

2801
0

Este diretor já foi demitido pelo Conselho Geral?

“Diretor do agrupamento de escolas José Saramago contrata a mulher como animadora sócio-cultural”

Fui diretor de uma TEIP 6 anos e sou subdiretor com competências delegadas.

 

A primeira vez que topei um concurso assim foi ao sair da faculdade.

 

O trabalho era num arquivo e implicava 3 requisitos: 1.ser licenciado em História, 2.ter feito a cadeira de Paleografia e 3. ter “latim universitário”.

1 e 2 cumpridos e com boas notas.

O 3 tinha uma formulação estranha: nessa altura ninguém ía para História sem a opção de Latim no secundário (eu fiz latim no secundário 2 anos e tive 20). Quem fazia latim na universidade, era só a iniciação e aprendia o rosa, rosae e mais umas coisinhas. Tinha menos horas num ano que um semestre do secundário.

 

Era assim possível determinar muito bem os que só tinham feito o ano de iniciação de latim na faculdade e excluir com o adjetivo universitário os que “só” tinham os anos de secundário.

 

Com menos nota, menos prática de Paleografia e um latim residual, ficou no lugar o filho de uma dirigente do arquivo. E eu fui trabalhar para a produtora do Amiga Olga…..

E fui livreiro, produtor de espetáculos e locutor. E fiquei com tanto nojo de concursos públicos que só depois de anos concorri à docência.

 

A única frustração funda que tenho na vida foi não ter sido medievalista. E foi esse odioso episódio que, pela injustiça, me fez afastar.

 

Acho mal ver colegas dirigentes de escolas a defender o que este senhor fez. Tive um debate acalorado com o senhor diretor da José Saramago há uns tempos em que me destratou.

 

Mas sou destratado por tanta gente…. (ainda hoje um pai entrou na escola para me ameaçar e chamar “bode terminado em ão” porque não deixamos o filho faltar às aulas com justificações marteladas).

 

Por isso o meu protesto não é preconceito é hábito.

 

Há muito que reclamo de concursos com fotografia. Nunca selecionei ninguém em ofertas de escolas docente sem ser pela graduação. Recusei entrevistar docentes nos concursos de oferta de escola e quadro TEIP.

 

Há uns anos obriguei a repetir umas dezenas de concursos na Câmara de Barcelos ao queixar-me nos jornais e, entre outros, um outro em Loulé, aí com o argumento de que a licenciatura exigida era ciências religiosas (😁) e isso violava a minha liberdade de ser ateu e poder concorrer (e não sou ateu, mas agnóstico).

 

Anulei no supremo tribunal administrativo uma eleição para Conselho Executivo de um agrupamento por falta de requisitos da candidata que a DREN do tempo empurrava contra mim (favorita por ser ex-funcionária de um CAE da mesma DREN).

 

E isto que se passou na José Saramago é só uma vergonha para todos os que gerem escolas em Portugal.

 

Da mesma forma que as vigarices na MPD envergonham a classe docente toda e devem ser repudiadas pelos pares, esta vigarice envergonha todos as equipas diretivas de escolas.

 

Os professores e pais da escola já convocaram o conselho geral para analisar a demissão do diretor em causa?

 

#diretores #escolas #educação #professores #concursos #corrupcao #familia #favorecimento #abusodepoder

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.