Início Educação Encurtar férias de verão: “estamos fartos dos miúdos em casa e o...

Encurtar férias de verão: “estamos fartos dos miúdos em casa e o resto que se lixe”

898
0

Faltava-nos a economista Peralta, a juntar-se à Confap e à “reitora” na queixa quanto à extensão das férias de Verão, que nos outros países não é massim. Pois não, porque as férias Inverno são de 3 ou 4 semanas. Diz a economista Peralta que as nossas férias estão mal distribuídas e eu até posso concordar, mas tenho alguns problemas com a forma como ela usa os dados, pois coloca um gráfico das férias do Secundário, que é aquele nível de ensino que contempla os exames finais e as candidaturas ao Ensino Superior. Já percebi… está tudo ligado… acabando-se com os exames, acaba a justificação para ter tantas férias. Mas depois há uma questão que ela faz por ignorar…a “a chamada Summer learning loss, documentada em inúmeros estudos” está documentada principalmente para a petizada mais pequena que, por acaso, tem menos férias do que o pessoal do Secundário.

Adicionalmente, a economista Peralta tende a ler ulas coisas e a não ler outras, o que é natural, porque não podemos ler tudo. Mas, infelizmente, anda a ler coisas pouco actualizadas, porque em estudos mais recentes, a “sabedoria convencional” sobre a perda de aprendizagens no verão, em especial dos alunos mais desfavorecidos, tem enfrentado alguma resistência dos factos.

Por exemplo, no estudo Surprising new evidence on summer learning loss de 2019 pode ler-se que:

According to the data, the students who experienced the greatest loss were those who made the greatest gains during the previous school year. The research also calls into question about the usual explanations for learning loss, such as access to summer programs and length of the school year.

Também de 2019 é a constatação, por um antigo …

Ler mais em O Meu Quintal