Início Educação Educação e Saúde considerados essenciais no desenvolvimento do país

Educação e Saúde considerados essenciais no desenvolvimento do país

17
0
De acordo com o estudo realizado pela Cetelem, os portugueses consideram que os principais fatores do desenvolvimento humano do país são a Educação e a Saúde
Segundo a Cetelem, marca comercial do BNP Paribas, verificou-se que os 39% dos portugueses compreendem a Educação como um dos principais pilares de desenvolvimento da sociedade, destacando que o ensino tem uma grande importância em Portugal.
Sabe-se que este setor tem sofrido bastantes desafios, como greves de docentes, o nível médio de escolaridade da população, um corpo docente mais envelhecido e o abandono escolar precoce, sendo que os desafios mencionados têm vem sido a ser revelados por certas entidades, como o Concelho Nacional da Educação.
A Educação é também um tema destacado no Relatório de Desenvolvimento Humano, divulgado no âmbito do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), em 2019. O relatório sublinha que jovens enquadrados em famílias sem capacidade de investir na educação entram no mercado de trabalho em desvantagem. Isto traduz-se em menores salários, quando comparado aos jovens de famílias de maiores rendimentos.
A Saúde como o outro pilar do desenvolvimento humano
 
A Saúde foi referida como um dos pilares fundamentais para o desenvolvimento humano; 22% dos portugueses assim o referem, entendendo que a saúde é um dos principais temas associados ao progresso da sociedade, e esta foi uma ideia reforçada no seguimento dos acontecimentos da pandemia de Covid-19.
Cerca de 8% dos portugueses referem que o trabalho está também associado ao desenvolvimento da sociedade, apesar de estes resultados aparecem numa altura de grandes desafios para as empresas e organizações, por via da volatilidade mundial.
Os principais promotores do desenvolvimento
Ainda de acordo com o estudo, 63% dos portugueses acreditam que são os cidadãos os principais responsáveis pela promoção do desenvolvimento humano. Os inquiridos acreditam também que o Estado e as Escolas devem desempenhar um papel mais importante no desenvolvimento.
Sabe-se também que 43% dos portugueses acreditam que as empresas também devem ocupar um papel igualmente importante no desenvolvimento da sociedade, sendo que esta ideia é também partilhada por empresas que integraram o estudo.
 
As empresas inquiridas consideram que, quanto maior for o desenvolvimento humano dentro da sua organização, maior será a sua competitividade, o que resultará num benefício para a economia do país.