Início Colaboradores Diário De Uma TEIP – Chamar o 112?

Diário De Uma TEIP – Chamar o 112?

1310
0

Hoje, vamos estrear uma rubrica intitulada “Diário De Uma TEIP”.

Os textos serão todos de uma professora, Sofia Lopes, que trabalha há mais de 20 anos numa TEIP (Território Educativo de Intervenção Prioritária) no concelho de Lisboa.

Uns serão para rir, outros para chorar, outros para refletir…

Tenho a certeza que irão gostar!

Alberto Veronesi


Uma manhã como as outras; uma aula de Expressão Físico-Motora, de 4º ano, no pátio da Escola. Os alunos, com a energia dos seus 9 anos, fazem passes com a bola, correm, driblam. De repente uma aluna grita e chora, agarrada a um dedo… Um grito lancinante, que deve ter acordado todos aqueles que ainda dormem e que depois vão passar o dia à porta de um dos muitos cafés do bairro.

A professora, preocupada, corre até à aluna e pergunta o que aconteceu, como se magoou, já a antever a um dedo partido, 112, telefonema para a encarregada de educação, papéis do seguro escolar para preencher…

A aluna chora compulsivamente, mostra o dedo indicador e diz “Parti a minha unha de gel e ainda falta uma semana para fazer a manutenção!!”

A professora dá meia-volta, suspira, e faz de conta que este momento nunca existiu…

Sofia Lopes