Início Educação De norte a sul: Há 20 escolas com casos de Covid-19. Saiba...

De norte a sul: Há 20 escolas com casos de Covid-19. Saiba quais são

2112
1

Em Portugal, pelo menos 20 escolas têm casos de Covid-19 entre alunos, professores e funcionários, de acordo com a Rádio Renascençaque recolheu dados das instituições de ensino público e privado que reportaram infeções do novo coronavírus.

Entre os estabelecimentos de ensino com casos positivos, distinguem-se os que permanecem abertas, os que foram restabelecidos e os que se encontram temporariamente encerrados.

A norte, no Agrupamento de Escolas António Feijó, em Ponte de Lima, um aluno da escola sede está infectado com o novo coronavírus e encontra-se em casa, juntamente com alguns estudantes da mesma turma. A escola permanece aberta. O caso foi identificado esta sexta-feira.

No Centro Escolar da Lixa e na Escola Secundária da Lixa, em Felgueiras, 21 alunos e dois profissionais do Agrupamento de Escolas da Lixa estão a cumprir quarentena, depois de terem estado em contacto com uma pessoa que testou positivo à Covid-19. O caso foi detetado pela primeira vez a 18 de Setembro. O funcionamento foi restabelecido.

No Porto, no Colégio Eurythmia, há quatro profissionais infetados. A escola fechou inicialmente para reforço de higienização. Os casos foram detetados pela primeira vez a 14 de Setembro. Está a funcionar.

No Liceu Francês Internacional do Porto (LFIP), no início do ano letivo, dois casos colocaram 161 alunos a ter aulas à distância. Os casos foram detectados pela primeira vez a 9 de Setembro. O liceu está restabelecido.

No Colégio de Nossa Senhora do Rosário, também no Porto, três alunos da mesma família testaram positivo na primeira semana de aulas. Estão três turmas em isolamento. Os casos foram detetados pela primeira vez a 21 de Setembro. Permanece aberto.

No Jardim de Infância da Escola Básica N. 3 de Espinho, foram colocadas 20 pessoas em quarentena, depois de uma funcionária e uma criança terem sido diagnosticadas com covid-19. O caso foi detectado pela primeira vez a 25 de Setembro. Permanece aberto.

Em Viseu, a Escola Básica 2,3 de Penedono encerrou esta segunda-feira, depois de uma funcionária ter testado positivo à covid-19. A escola está encerrada temporariamente.

Na Escola Secundária Afonso Albuquerque, na Guarda, há um aluno infectado, mas nenhuma turma ficou em quarentena. A indicação das autoridades de saúde é de que as aulas prossigam de forma presencial. O caso foi reportado pela primeira vez a 23 de Setembro. Permanece aberta.

Em Leiria, na Escola Secundária Afonso Lopes Vieira, um aluno desrespeitou o isolamento profilático e foi à aula de apresentação, enquanto aguardava o resultado do teste. Nenhuma turma ficou em isolamento. O caso foi detectado a 21 de Setembro e a escola permanece aberta.

Na Escola Profissional de Leiria, a coordenadora da Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Litoral confirmou que foi registado um caso positivo de covid-19. Nenhuma turma ficou em isolamento. O caso foi reportado pela primeira vez a 21 de Setembro. Permanece aberta.

O Politécnico de Leiria confirmou a existência de dois casos positivos, um na Escola Superior de Tecnologia e Gestão, em Leiria, e outro na Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar, em Peniche. Os casos foram detectados pela primeira vez a 21 de Setembro. O Politécnico permanece aberto.

Em Lisboa, no Colégio do Planalto pelo menos 59 estudantes foram colocados em quarentena por indicação da delegada de saúde, depois de dois alunos dos colégios Fomento terem testado positivo à covid-19. Um aluno é de uma turma do colégio Mira e outro do colégio Planalto, do mesmo agrupamento. Os casos foram detectados pela primeira vez a 14 de Setembro. Permanece aberto.

Escola Secundária Básica 1/ Jardim de Infância das Laranjeiras, em Lisboa, está encerrada por tempo indeterminado, de acordo com uma nota enviada às redacções pelo Agrupamento. Os casos foram detectados pela primeira vez a 20 de Setembro.

Na Saint Julian’s School, também em Lisboa, três alunos da mesma família testaram positivo à covid-19 na primeira semana de aulas. Estão três turmas em isolamento. Os casos foram detectados pela primeira vez a 12 de Setembro. Permanece aberta.

Na Escola Secundária de Palmela, um total de 21 turmas adoptaram um regime de aulas à distância, depois de ter sido confirmado um caso positivo num assistente operacional. A escola encerrou inicialmente por falta de funcionários em número suficiente para assegurar a higienização do espaço. O caso foi reportado pela primeira vez a 23 de Setembro. Permanece aberta.

Finalmente, a Escola Secundária Pinheiro e Rosa, em Faro, uma turma foi enviada para casa depois de uma aluna ter testado positivo. O caso foi detectado a 24 de Setembro. Permanece aberta.

Esta informação foi atualizada pela Renascença pela última vez esta sexta-feira às 16 horas.

Esta sexta-feira, a Fenprof – Federação Nacional dos Professores solicitou ao Ministério da Educação o ponto da situação epidemiológica “existente na comunidade [escolar]”, referindo-se também à “insuficiência das medidas de prevenção nas escolas, agravada pela falta de assistentes operacionais” que “estão a levar a encerramentos, totais ou parciais” das escolas.

Executive Digest

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.