Início Educação As escolas deviam funcionar como empresas -Margarida Amador

As escolas deviam funcionar como empresas -Margarida Amador

464
0

Ao longo do tempo continuamos a ouvir algumas vozes que dizem que as escolas deviam funcionar como empresas, com a possibilidade de poderem contratar e despedir os seus funcionários, em vez de terem de contar com pessoas que não querem trabalhar, que só atrapalham, por muito esforço de motivação que seja feito. Pergunto se só por esta razão é que as escolas podiam e deviam funcionar como empresas.

Será uma tarefa para heróis, desconstruir estas crenças culturais, inquestionáveis, que todos temos sobre as escolas, que nos oprime e dificulta que partamos para um novo paradigma. As escolas cumprem a função nobre de ensinarem e de trabalharem com as famílias Temos associada a esta nobre função, a questão de não ter lucro. Ainda para muitos de nós, aquilo que é nobre faz-se por paixão e não para ter lucro, temos que viver dignamente, mas não gerar mais-valias.

Outro sinal é o pouco desenvolvimento pessoal e profissional existente, nem tanto nos professores, mas nas suas lideranças. Um líder educativo investe pouco na sua formação e no seu desenvolvimento profissional porque ‘já sabe tudo’ e porque não se quer expor. A grande maioria dos líderes educativos tem, apenas, formação superior e por vezes um mestrado em administração ou gestão escolar, e ponto final. É formação que está feita e ficou lá atrás. Aqui a aprendizagem ao longo da vida acontece, na maioria das vezes, em contexto informal. Os líderes educativos, que são antes de mais pessoas que têm de gerir um vasto leque de actividades, desde recrutamento, actividades de enriquecimento curricular, horários, currículo, normas e legislação, recursos humanos, parte financeira e administrativa, planos de Ensino à Distância ([email protected]), entre muitas outras determinações e tarefas. Qual CEO de topo! Em algumas empresas o investimento nos líderes é crucial no desenvolvimento das mesmas.

O relatório TALIS da OCDE de 2018 diz exactamente isso, ou seja, que as lideranças são determinantes para as organizações escolares, pois são elas que, cumprindo a legislação e demais normas e regras, fazem bom uso das mesmas para criar espaços de aprendizagem actualizados e inovadores, plenamente conseguidos, porque assentes em desenvolvimento eficaz, e relações e ligações duradouras, sustentáveis e felizes. São pessoas que contribuem activamente para a evolução da legislação, e demais regras e normas que facilitam a convivência e o processo de ensino aprendizagem. Ora, é muito pouco visível nas escolas, este investimento nos seus líderes. Ainda temos para nós que quem precisa ou frequenta algum tipo de formação ou parceria de desenvolvimento é porque está em déficit. Como podemos ver esta situação de outra forma? Onde está o investimento na liderança e nas suas várias vertentes, propriamente ditas? Em muitas empresas quando se pretende alcançar algum patamar e é conhecida a necessidade de desenvolver determinada competência, são procuradas soluções, concretamente, formação especifica, coaching mentoring.

Habitualmente nas escolas, os líderes usufruem da formação dos professores. Nas empresas, a formação dos seus líderes é estratégica. Para a maioria das escolas a formação é, normalmente, investimento de baixo custo. Para as empresas, o desenvolvimento pessoal e profissional é valioso, porque é transformador. Com que lentes diferentes vemos este investimento na necessidade de termos melhores líderes educativos? Que vontade tem os directores de escolas e suas lideranças de investirem no seu próprio desenvolvimento, potenciando a sua performance? O que querem e com o quê se contentam? A exigência, a competitividade, o desenvolvimento, a unicidade e o fazer a diferença fazem parte do pacote entre muitas outras coisas, de se poder actuar como empresa.

O ponto de partida é a humildade das lideranças numa busca permanente de se conhecer melhor, fazer melhor e sobretudo de se superar a si próprio.

 

Público

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.