Início Educação A educação artística e o antigo símbolo do governo

A educação artística e o antigo símbolo do governo

49
0

Em primeiro lugar, o conceito de arte difere de pessoa para pessoa.

 

Palavra de origem latina, ars, artis, significa técnica, habilidade natural ou adquirida, maneira de ser ou de agir. Segundo o dicionário Houaiss, arte é a “produção consciente de obras, formas ou objetos, voltada para a concretização de um ideal de beleza e harmonia ou para a expressão da subjetividade humana”.

Na verdade, a arte transforma a forma de imaginar e de entender o mundo. É uma forma de um indivíduo expressar as suas emoções, história e cultura por meio de valores estéticos, como beleza, harmonia e equilíbrio. Por meio da história da arte, é possível conhecer um pouco mais sobre o ser humano através da evolução das suas diversas expressões, ou conhecer a história e as tradições de um país através de suas manifestações culturais.

A arte pode ser representada através de várias formas, expressões, movimentos, sons e linguagens.

As belas artes

Denominadas “artes clássicas”, a pintura, a escultura, a música, a literatura, a dança e a arquitetura, se destacam pelo apelo emocional e valor estético que provocam a quem as observa. A definição ganhou forma no século XVII e na Grécia.

No século XX, em 1912, Ricciotto Canudo, intelectual italiano radicalizado na França, escreveu o Manifesto das Sete Artes que, na verdade, foi publicado somente em 1923. Neste manifesto, Canudo define o cinema como sétima arte por ser a arte plástica em movimento. Ou seja, aquela que consegue congregar todas as outras em uma só.

O meu comentário. 

Quando olho para o antigo símbolo do governo, penso nas fórmulas da área e perímetro dos polígonos.

O centro do símbolo é um círculo. 

A roda foi a grande descoberta da humanidade e a seguinte foi a máquina de lavar a roupa. 

Se eu olhar para o símbolo, lembro logo o trabalho que tenho na cozinha, ou dos móveis ikea, utilitários e funcionais.

Realmente a arte pode ser funcional para ser consumida.

 

Para mim a arte deve ser para contemplar, inspirar, fotografar e comentar. 

Talvez esteja velha demais para saber apreciar a forma artística que ganha prêmios. 

Talvez eu já não seja deste tempo.

Elisa Manero