Início Notícias Escolas para filhos de trabalhadores de serviços essenciais sem alunos

Escolas para filhos de trabalhadores de serviços essenciais sem alunos

147
0

O Município continua a manter em funcionamento a cantina da EB1/JI Conde Dias Garcia, situada no Largo Conde Dias Garcia em frente ao antigo quartel dos bombeiros, para alunos do escalão A. Trata-se de uma medida adotada, em articulação com o Ministério da Educação, para que esta resposta social que já existia continue a ser dada neste momento difícil para todos, em particular para os mais vulneráveis do ponto de vista social.
Com base em dados adiantados pelo gabinete de comunicação camarário, até ao fecho da presente edição, na segunda e na terça-feira da semana passada almoçaram duas crianças e a partir de quarta-feira passaram a almoçar três.
A autarquia relembra, através do nosso jornal, que todos os encarregados de educação das EB1/JI do concelho cujos alunos com escalão A necessitem de refeição, durante este período em que os estabelecimentos de ensino se encontram fechados devido ao surto de Covid-19, devem contactar o respetivo professor/educador. A refeição deve ser marcada diariamente até às 9h30.
Já a nível nacional, segundo comunicado enviado à nossa redação pelo Ministério da Educação (ME), “nos primeiros dias de atividades letivas presenciais suspensas, por força da situação epidemiológica que Portugal atravessa, as escolas de referência abertas para dar resposta social a alunos mais carenciados serviram uma média de 5.500 refeições, de Norte a Sul do país.

De forma a dar resposta às necessidades dos trabalhadores de serviços essenciais, a câmara tem preparadas para receberem os seus filhos ou outros dependentes três escolas do ensino básico de S. João da Madeira, uma por cada agrupamento, nomeadamente a EB do Espadanal (Agrupamento de Escolas Oliveira Júnior); EB Conde Dias Garcia (Agrupamento de Escolas João da Silva Correia); e EB do Parque (Agrupamento de Escolas Dr. Serafim Leite). Mas “até ao momento não se verificou qualquer necessidade desse acompanhamento por parte das escolas que foram assinaladas em cada um dos agrupamentos do concelho”, informou a edilidade ao labor.

Fonte:Labor

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.