Início Editorial Valeu A Pena Abrir As Escolas Secundárias? Não

Valeu A Pena Abrir As Escolas Secundárias? Não

859
0

Está à vista de todos, as escolas secundárias, apenas por causa dos exames, não deveriam ter aberto. Multiplicam-se os casos de escolas a fecharem e de alunos e professores a voltarem ao ensino à distância, pelo que se impõe a pergunta: Terá valido a pena?

Recupero alguma ideias que escrevi no Público a 6 de abril, onde apelava a que não houvesse terceiro período presencial para nenhum nível de ensino, nem que se colocasse em causa a situação sanitária do país devido aos exames.

Reabrir as escolas em maio significou um atraso significativo na descida. Arriscou-se. Que se aprenda com isso!

Alertei na altura para o facto dos alunos do secundário serem “perigosos” por terem comportamentos próprios da idade.

“O que está em causa são os exames nacionais, dir-me-ão vocês, pelo que apenas os alunos do 11.º e 12.º anos devem frequentar! Não concordo, por tudo aquilo que disse anteriormente e acrescento que esses alunos, que têm uma média de idades de 18 anos, não têm maturidade suficiente para carregar esta responsabilidade de serem os únicos a frequentar as escolas.”

O que novos casos têm sido nas faixas etárias daqueles que voltaram à escola, era espectável. Que se aprenda com isso.

Este ano poderíamos ter adiado os exames para setembro o que acabou por acontecer aos alunos que se viram envolvidos em situações de contágio.

Acredito que para o ano o cenário seja este, abrir e fechar escolas, alternando presencial e à distância, nas escolas que possam ter casos de Covid-19, aliás é essa a indicação da DGS.

Temos de estar preparados, até ao surgimento de um medicamento ou vacina que perspetiva-se que aconteça até dezembro, a escola funcionára de forma diferente.

Serão estes os planos A, B e C que a tutela estuda?

Alberto Veronesi

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.