Início Editorial Tiago Brandão Rodrigues? Infelizmente, é o que temos!

Tiago Brandão Rodrigues? Infelizmente, é o que temos!

164
0

Que temos um Ministro da Educação, considerado por muitos, como inapto para o cargo, já a maioria dos professores percebeu, que isso seja considerado normal pela sociedade, parece-me surreal.

As escolas públicas, ou estatais, têm imensos problemas. Alguns deles estão há anos diagnosticados por aqueles que todos os dias lá exercem a sua profissão. Outros vão surgindo e são igualmente identificados. Ainda há aqueles que existem, mas que um determinado tipo de chefia teima em querer abafar, para ficar bem na fotografia.

Mas o que custa mesmo perceber é que o titular da pasta da Educação não tem noção de nenhum deles.

Lemos na última semana casos de alunos com hipotermia nas salas de aulas, casos de professoras que trabalham com baldes de recolha de água dentro da sala, casos de professoras que lecionam de casaco vestido devido ao frio, professores que se queixam que têm de comprar material didático para poder lecionar, casos de encerramento de escolas devido ao amianto ou devido a casos de violência.

Lemos também o que o Sr. Ministro disse, para cada problema uma rápida solução, lança um número em milhões de euros e acha que o assunto se resolve sozinho. Tendo em conta o modus operandi da tutela não ficaria surpreendido que à escola que necessite da remoção de amianto cheguem novíssimos e poderosos computadores, para já sem acesso à internet. Para a escola que não tem computadores, dezenas de Pen´s 5G da Vodafone, para usar no futuro próximo quando chegarem os PC.

Às escolas onde são necessários aquecimentos, quererão remover o amianto, e onde for necessário remover o amianto colocarão os aquecimentos.

As prioridades estão trocadas, quando se fala com o Ministro sobre alhos ele responde quase sempre bugalhos.

Mostra um enorme desconhecimento de causa de cada vez que intervém publicamente, apenas diz o que lhe mandam dizer, sem um pingo de vergonha.

Alberto Veronesi

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.