Início Educação Regresso às aulas. Ministério da Educação abre concurso para 700 funcionários

Regresso às aulas. Ministério da Educação abre concurso para 700 funcionários

544
0

Num ano letivo que a pandemia torna particularmente exigente, o Governo prorrogou por mais um ano os contratos de cerca de 1.000 trabalhadores não docentes contratados em 2017, a termo certo, para funções permanentes.

Mas a Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas tem mais exigências. Pedem mais trabalhadores não docentes nas escolas. E o Ministério da Educação diz que vai abrir concursos para 700 funcionários.

Carregue na imagem para ver a reportagem

O QUE JÁ SE SABE SOBRE O INÍCIO DO NOVO ANO LETIVO

 

Os novo planos de funcionamento dos estabelcimentos de ensino contemplam intervalos mais curtos e cantinas com serviço de take-away. As aulas vão começar mais cedo e acabar mais tarde.

Todas as escolas vão começar com ensino presencial, sendo que a qualquer momento poderão passar para um modelo de ensino misto ou à distância.

Algumas normas, como a definição de circuitos de circulação dentro das escolas, o uso obrigatório de máscaras ou a higienização dos espaços, serão regras para todos, mas existem soluções adaptadas às características de cada escola.

Além disso, alguns estabelecimentos de ensino vão encurtar os intervalos, passando a ter pausas de apenas cinco minutos entre as aulas, sendo o intervalo maior de dez minutos.

Estas duas medidas permitem dividir as turmas em turnos. Uns passam a ter aulas apenas de manhã e outros à tarde, uma solução que será mais aplicada mais a partir do 7.º ano de escolaridade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.