Início Educação EUA: Mais de 2000 estudantes e 500 professores em quarentena um dia...

EUA: Mais de 2000 estudantes e 500 professores em quarentena um dia depois do regresso às escolas

605
0

Percebo que enquanto estiver a decorrer a champions, o início das aulas não interessa para nada!

Percebo que estando de férias devia interessar pouco, mas aqui e ali vamos sendo inundados de notícias de como tem decorrido a reabertura de escolas por esse mundo fora. Uma coisa é certa o aumento de casos é garantido..não vale a pena disfarçar, assim como também não vale a pena disfarçar que este aumento depende das medidas que se tomarem. Sobre estas últimas, já todos percebemos que são manifestamente curtas…mas como estamos de férias e por estes dias ainda há champions, depois logo se vê!

Fica a notícia


Escolas de oito condados do Mississippi, nos Estados Unidos, abriram portas a estudantes e professores a 17 de Agosto. No entanto, um dia depois, cerca de 2.035 estudantes e 589 professores foram colocados em quarentena após terem sido expostos ao novo coronavírus, informou a ‘CBS’.

O responsável da Saúde do Estado, Thomas Dobbs, comunicou que 199 estudantes e 245 professores, em 71 condados, tinham sido infectados pelo novo coronavírus.

Trata-se de um avanço significativo em relação ao número de casos a 14 de Agosto, altura em que 39 dos 82 condados do estado relataram que 69 estudantes e 109 professores tinham testado positivo à Covid-19, de acordo com o jornal americano ‘The Clarion-Ledger’.

No entanto, segundo afirmou o governador Tate Reeves, numa conferência de imprensa esta segunda-feira, “não significa que a contraíram lá”, referindo-se à Covid-19 que infectou mais de 73.200 pessoas e matou pelo menos 2.127, no Mississippi.

Reeves também revelou que estava “muito interessado em que o futebol universitário acontecesse”, informou o ‘Mississippi Free Press’. “Por isso, o que eu diria é: continuem a fazer o que estão a fazer, isto é, usar máscara, manter a distância social e evitar ajuntamentos”, salientou.

Algumas escolas do Mississippi já reabriram em finais de Julho, seguidas por outras no início de Agosto, mas muitas têm ainda de retomar as aulas presenciais. Reeves recebeu críticas por ter permitido a reabertura prematura de escolas, informou o ‘The Clarion-Ledger’.

O governador anunciou ainda que o Estado vai assegurar aos professores a realização de testes à Covid-19, mesmo que estejam assintomáticos, não precisando de ficar em quarentena enquanto aguardam resultados, de acordo com o governador.

Vão também ser fornecidos serviços de ‘tele-saúde’ de emergência aos estudantes cobertos pela Medicaid, um programa de saúde social dos Estados Unidos.

Executive Digest

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.