Início Educação Encerramento de todas | Governo análise detalhes esta manhã em conselho de...

Encerramento de todas | Governo análise detalhes esta manhã em conselho de ministros

1731
0

A decisão “não está formalmente tomada” mas o que está em cima da mesa é o encerramento imediato de todo o sistema de ensino, incluindo universidades, a partir desta sexta-feira. Fonte do Governo avança ao Expresso que a decisão ainda está “sujeita a análise de detalhes” e que só é “eventualmente tomada esta quinta-feira em conselho de ministros”.

 

Segundo apurou o Exoresso, no Governo discute-se se o calendário escolar pode ser ajustado com esta decisão, eventualmente prolongando-o por um período semelhante ao do encerramento que for decretado. A preocupação do Executivo com a necessidade de os alunos não perderem tempo letivo presencial mantêm-se intocada – só que a pressão política subiu muito em poucos dias para um fecho total do país, limitando toda a movimentação possível e a contaminação que parece muito difícil de travar.

 

À agência Lusa, outra fonte governamental confirmou a indicação, acrescentando que “a informação que o Governo recebeu na quarta-feira, após reunião com epidemiologistas, foi considerada muito relevante e determinante para a decisão, tendo em conta o crescimento da variante britânica do novo coronavírus em Portugal”. E justificando que o objetivo principal do Governo, “é isolar todo o sistema escolar”, já que, “não havendo aulas, evita-se que as pessoas sejam forçadas a sair de casa”.

 

A ministra da Saúde deu esta quarta-feira à noite uma entrevista à RTP onde sublinhou que “a situação mudou, agravou-se”, e por isso admitiu o encerramento imediato das escolas. Num canal ao lado reagiu de imediato o Presidente da República: “É uma boa solução”, disse em entrevista ao Porto Canal. “Como imagina eu já calculava”, acrescentou Marcelo Rebelo de Sousa. O Presidente tem pressionado o Governo sucessivamente nesse sentido desde domingo. Rui Rio, líder do PSD, também, seguindo especialistas e até os especialistas de saúde pública – que na semana passada se dividiram na reunião do Infarmed sobre o tema. Nesta fase, até os pais já dão sinais de concordância.

 

Depois de ter recusado uma vez mais fechar escolas, no debate trimestral no Parlamento, António Costa esteve esta quarta-feira à noite reunido por videoconferência com a ministra da Saúde, Marta Temido, da Presidência, Mariana Vieira da Silva, com o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e com o da Ciência e Ensino Superior, Manuel Heitor. Através do Twitter, o primeiro-ministro explicou que a reunião serviu para fazer “um ponto de situação sobre a alarmante propagação da pandemia em Portugal”.

Ler mais em Expresso

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.