Sexta-feira, Julho 3, 2020

Educação

Início Educação
Et voilá, diriam os franceses! Aqui temos mais uma medida recheada de enorme injustiça. Não vou discutir se os exames  nacionais de acesso são ou não  a melhor forma de selecionar estudantes para  o ensino superior, mas posso e...
A situação a que estão sujeitos os professores com o ensino à distância via internet (acredito no bom trabalho da Teleescola), no ensino secundário e básico, é humilhante e devia parar hoje, com a suspensão do ano lectivo, medida...
A situação que vivemos actualmente tem levantado inúmeros problemas na organização do trabalho e contribuído para diversas e salutares tentativas de solução. Abordamos aqui uma questão, provavelmente menor mas relevante, no domínio do ensino nas nossas escolas. As aulas da...
O filme, que já tem mais de uma década,  mostra bem o que acontece em muitas salas de aula portuguesas, desde então! A professora que passa grande parte da aula a tentar evitar os vários momentos de indisciplina. Os alunos que...
"Horrível. Simplesmente assustador" - Estas são as palavras de Quintino Aires numa publicação na sua página de Facebook,quando pretende analisar o início do #estudoemcasa... O texto provoca algumas náuseas devido ao desrespeito com que este sujeito ataca os professores, simplesmente...
RECENSEAMENTO: ALTERAÇÃO PRAZOS – Disponível para preenchimento pelos AE/ENA até às 18.00h do dia 27 de fevereiro 2020. Assim, só depois os docentes podem confirmar os seus dados. Fonte: SIPE
Parece-me que os únicos críticos dos professores da telescola são os próprios colegas! Parece-vos normal? Todos apoiam, defendem, compreendem. Nós, professores, gostamos mesmo é de criticar, não porque façamos melhor, apenas por inveja. Será? Fica a defesa de Cristina Ferreira. Arrancou...
Esta decisão, a ser tomada, não me deixa tranquilo. Sabemos, pelos exemplos dos outros países, que este grupo é o menos afetado com o Covid-19. Sendo assim entre abrirem as Universidades e o ensino secundário nas disciplinas de exame...
Por agora só há duas certezas em relação ao próximo ano letivo: as aulas devem arrancar entre 14 e 17 de setembro, de acordo com o que foi já anunciado pelo ministro da Educação, e a vida nas escolas...
Uma decisão com estes contornos não deve ficar nas mãos de diretores! NÂO PODE! Na 4.ª feira, provavelmente, será decretado o Estado de Emergência, logo não faz qualquer sentido os professores e outros profissionais, não essenciais, no sentido em que...