Início Editorial A Farsa Das Bolhas Na Escola

A Farsa Das Bolhas Na Escola

918
0

O Ministro anunciava aqui há tempos que as escolas iriam funcionar em bolha. Mas esqueceu-se de explicar que e bolha, tendo em conta os recursos humanos e financeiros das escolas, seria do tamanho que a escola quisesse. Se em outros países europeus, como a Alemanha, criaram as turmas bolhas e conseguiram que as bolhas não se cruzassem em meio escolar, já por cá é o seguinte!

Pensou-se que a bolha poderia ser a turma…não, não há pessoal e haverá momentos em que as turmas terão de estar juntas.

Ok, a bolha poderá ser de duas turmas!

Também não dá, falta pessoa auxiliar para garantir esse funcionamento e não precisa de ser em escolas com muitas turmas.

Então por piso? Por pavilhão? Por ano de escolaridade?

E se chover? Se chover rebenta a bolha!

Ok, já percebemos! Cada escola é uma bolha!

É isto que acontece na grande maioria das escolas públicas, cada escola é uma bolha!

Ah, e o distanciamento “se possível”, não é de todo possível, estamos todos juntinhos, aqui e ali a cruzarmo-nos várias vezes ao dia.

O Ministério ridicularizou a capacidade pensante de cada um de nós e tem conseguido passar a mensagem de que sim, as escolas estão preparadas e que funcionam bem e em bolhas!

Uma só palavra para o papel da tutela em todo este processo: VERGONHOSO.

P.S. – E nem será preciso falar da lei da rolha que impera pelas escolas, onde os casos de suspeita se sucedem e nem sequer a própria turma é informada!

Para melhora todo o panorama vamos percebendo que os delegados de saúde agem baseados em per caput tuum damnationem (cada cabeça sua sentença)

A equipa VozProf

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.